domingo, 2 de abril de 2017

Resenha: Um perfeito cavalheiro - Julia Quinn


Título: Um perfeito cavalheiro
Série: Os Bridgertons (Livro 3)
Autor(a): Julia Quinn
Tradutor(a): Cássia Zanon
Editora: Arqueiro
Páginas: 304
Ano de lançamento: 2014
Onde comprar: SaraivaLojas Americanas e Submarino 

Sinopse: "Sophie sempre quis ir a um evento da sociedade londrina. Mas esse é um sonho impossível. Apesar de ser filha de um conde, é fruto de uma relação ilegítima e foi relegada ao papel de criada pela madrasta assim que o pai morreu. Uma noite, ela consegue entrar às escondidas no baile de máscaras de Lady Bridgerton. Lá, conhece o charmoso Benedict, filho da anfitriã, e se sente parte da realeza. No mesmo instante, uma faísca se acende entre eles. Infelizmente, o encantamento tem hora para acabar. À meia-noite, Sophie tem que sair correndo da festa e não revela sua identidade a Benedict. No dia seguinte, enquanto ele procura sua dama misteriosa por toda a cidade, Sophie é expulsa de casa pela madrasta e precisa deixar Londres.
O destino faz com que os dois só se reencontrem três anos depois, Benedict a salva das garras de um bêbado violento, mas, para decepção de Sophie, não a reconhece nos trajes de criada. No entanto, logo se apaixona por ela de novo. Como é inaceitável que um homem de sua posição se case com uma serviçal, ele lhe propõe que seja sua amante, o que para Sophie é inconcebível. Agora os dois precisarão lutar contra o que sentem um pelo outro ou reconsiderar as próprias crenças para terem a chance de viver um amor de conto de fadas. Nesta deliciosa releitura de Cinderela, Julia Quinn comprova mais uma vez seu talento como escritora romântica."


Um Perfeito Cavalheiro, terceiro livro da série Os Bridgertons, tem como protagonista Bennedict, um homem de caráter, que nunca se envolveu em polêmicas com bebidas ou mulheres, mas é considerado um libertino. Porém está cansado de ir à bailes, ter sua mãe insistindo de que deve se casar e de ser reconhecido apenas como "O Bridgerton número dois", só mais um componente de uma das famílias mais ricas de Londres. Decide então que quer ser visto como ele mesmo e ter sua individualidade, com isso pretende se casar.  Mas acha que as donzelas na temporada de 1815 são fúteis, superficiais e não conhecem nada sobre ele, e é ai que conhece então uma mulher linda, com olhos hipnotizantes e chamada Sophie.

 Sophie é filha bastarda de um conde, que apesar de nunca tê-la assumido, lhe proporcionou educação, conforto e moradia, embora todos soubessem que ele era filha dele. Mas só depois que ele se casa novamente é que ela percebe o quão ruim é não ser reconhecida. Ter que enfrentar e conviver com o desagrado da nova esposa de seu pai por ela já é ruim, mas é quando seu pai morre que descobre ser péssimo. Começou a ser tratada como empregada por sua madrasta e suas meio-irmãs e tem certeza de que é sua sentença passar a vida inteira ali e não ter nenhuma expectativa de que seus sonhos um dia possam se realizar. 

A história se inicia como uma releitura de Cinderela. Sophie indo escondida a um baile de máscaras na casa dos Bridgertons, do qual fora proibida de comparecer, encontrando seu príncipe dos sonhos chamado Benedict Bridgerton, o relógio tocando à meia-noite e ela tendo que sair do baile correndo, deixando o sapatinho e Benedict sem nenhuma informação a seu respeito. Ela o reconheceu, mas ele não. E a partir dai, tem início o enredo criado pela autora.

"Ela deu um passo para frente e ele soube que sua vida havia sido mudada para sempre.”


Os dois sentem a mesma atração um pelo outro, no momento em que trocam olhares. Parece que o mundo ao redor deles parou somente para viveram aquele momento. Para ela, é como estar dentro de um conto de fadas. Para ele é como se finalmente, encontrasse a sua alma gêmea. 

Se identificando imediatamente, Sophie resolve se entregar ao que sente ainda naquela noite, mas continua mantendo sua identidade em segredo, pois sua madrasta não pode saber que foi ao baile. Benedict se apaixona por ela no mesmo momento, e varrendo os olhos pelo salão à sua procura, já está quase desistindo quando a avista em uma situação bem constrangedora. Acaba tendo o instinto de protegê-la e não entende bem o por quê. Apesar de ser somente uma serviçal, Sophie se porta como se tivesse sido educada para muito mais o que o deixa ainda mais curioso sobre sua identidade.

"-Esta noite estou transformada. - sussurrou ela - Amanhã já teria desaparecido.
Benedict a atraiu para ele e depositou o mais muito suave e fugaz beijo em sua testa.
-Então temos que envolver toda uma vida nesta noite.''


Apesar de se sentirem atraídos, quando o relógio bate e Sophie desaparece pelas escadas, Benedict se sente triste e decepcionado por não saber quem era a bela moça que conquistou seu coração. Três anos se passam e eles se reencontram de novo, mas somente ela sabe o segredo do baile de máscaras. Ele sente algo familiar, mas não sabe o motivo, embora tenha sonhado durante esses anos com a mulher que amarrou seu coração. 

"- Você é o motivo pelo qual eu existo - prosseguiu Sophie, baixinho - O motivo pelo qual eu nasci."


 Dia após dia os dois se conhecem, e quando Shopie perde as esperanças de que ele fosse reconhecê-la,  o sentimento que ela sentia por ele e estava sempre em seus sonhos começa a se intensificar e ele começa a se apaixonar de novo, deixando-os impossíveis de serem controlados.

"-Eu quero… – A voz dele virou um sussurro, e seus olhos pareceram vagamente surpresos, como se ele não conseguisse acreditar nas próprias palavras. – Eu quero o seu futuro. Cada pedacinho seu.”


Com personagens fortes e que sabem o que querem, este livro da autora não poderia ser diferente, Sophie tem muito pouco, mas não se vende, sabe o que não quer para sua vida e nem toda a atração e amor que sente por Bennedict são capazes de fazê-la mudar de ideia. Inteligente, divertida e conhecendo Benedict ao todo, vai ganhando seu coração e derrubando todas as limitações para que o amor dos dois seja possível. 

A autora desenvolve a história desse casal com maestria, surpreendendo em alguns momentos e envolvendo o leitor desde as primeiras páginas da história. Seus personagens são apaixonantes, e foi impossível não torcer por Sophie e não sofrer com as injustiças a que ela é submetida. A cada página foi uma reação diferente: risos, suspiros, lágrimas e gargalhadas. Diálogos bem construídos e engraçados, romance e sensualidade, cenas carregadas de emoção e sensibilidade, são só mais motivos para a série ser tão apaixonante e não querermos mais acabar. 

Com certeza é leitura obrigatória as fãs de romance histórico e a todos que querem ter horas de prazer na companhia de um livro muito bem escrito. Sem esquecermos que nossa curiosidade para saber quem é a tão famosa Lady Whistledown é ainda mais aguçada neste livro. "Um Perfeito Cavalheiro" decretou meu lugar definitivo como mais uma fã da série.

O livro além de ser muito bom, tem a capa linda, as folhas amarelas e boa diagramação, tudo bem confortável para a leitura. Paguei R$9,90 no meu exemplar em uma promoção na submarino e vocês podem encontrar para comprar nos links disponibilizados na descrição. 
 
Quem também se tornou fã da série e já leu esse livro? Quem pretende ler? Me contem nos comentários! 

Espero que tenham gostado, um beijo e um queijo! ;*

Nenhum comentário:

Postar um comentário