terça-feira, 29 de agosto de 2017

Resenha: Luana a filha da lua - Ronaldo Santana e Flaviana Rangel


Título: Luana a filha da lua
Série: Luana a filha da lua (Livro 1)
Autores: Ronaldo Santana e Flaviana Rangel
Editora: RJR Produções
Páginas: 224
Ano de lançamento: 2016
Onde comprar: Submarino, Lojas Americanas e Amazon.
Sinopse: "Luana é uma menina de 12 anos que teria tudo para ser como as outras, não fossem seus estranhos cabelos prateados, cuja origem é um verdadeiro mistério. Um enigma que Luana terá que desvendar, pois sua vida corre perigo quando uma feiticeira aparece para matá-la e, inconscientemente, um poder descomunal proveniente de seus cabelos a salva. Agora, ela precisa descobrir sua origem para entender esses poderes, antes que a feiticeira Irina os roube dela, usando-os para o mal."
Assista ao Booktrailer.


Luana é uma menina de 12 anos muito especial. Sua aparência é seu principal destaque graças aos seus cabelos prateados (naturais), porém suas origens são desconhecidas. Tudo o que se sabe é que Luana foi adotada ainda bebê.


"Luana, uma variante romena do nome grego Helena que quer dizer luminosa, que nome óbvio para uma menina de cabelos tão brilhantes!"

No entanto, tem uma vida boa estudando na melhor escola, uma boa condição financeira, possui pais que a amam e amigas inseparáveis (e populares), Vitória e Ingrid. Porém, as coisas começam a mudar quando misteriosamente seus cabelos começam a brilhar.

O primeiro "vestígio" deste mundo oculto se revela como uma loja no shopping que Luana sempre frequentou, mas nunca havia visto antes. Depois dessa visita, ela sofre um ataque no caminho para casa e a partir desse momento, começa a ficar cada vez mais claro que Luana corre perigo, e ao mesmo tempo, que existe uma realidade oculta com a qual está envolvida. 


"Lembre-se que somos apenas água, e essa é a vida do mundo."

Luana ainda não sabe, mas é muito poderosa e justamente por não saber sobre suas origens, não entende sobre os seus poderes e fica suscetível a perdê-los com mais facilidade. E é aí onde conhecemos Irina, uma aprendiz de feiticeira que fará de tudo para "acertar" as contas com a garota e virar um bruxa poderosa.


"-Onde há medo, há poder."

A parte fantástica do mundo de Luana começa a aparecer para ela aos poucos, e inicialmente a mesma fica perdida, porém cada vez mais imersa nos detalhes mágicos que a cercam e buscando saber mais. É uma protagonista forte, bem centrada, logo decidiu o que queria, e não teve medo de procurar saber quem era. Sem esquecer da melhor parte, nesta obra temos também o "Realismo Fantástico" (Já tinha lido livros no gênero, mas não conhecia o termo), onde temos a inserção de elementos fantásticos no mundo real. Ou seja, Luana é uma menina normal que faz as mesmas coisas que qualquer outra menina carioca (Sim, ela é do Rio de Janeiro) e de sua idade e classe social, faria. Os personagens secundários são construídos de forma extraordinária, onde são apresentados à história sem perder o sentido e a complementam ainda mais. 


"Você precisa ter consciência de suas capacidades, você precisa entender que não existe o bem e o mal. Todas as coisas existentes têm seu próprio lugar e função e que devemos nos empenhar na busca da harmonia, contudo, existe o ódio e o rancor."

Uma leitura rápida, divertida e muito envolvente que pode ser realizada em somente um dia. Trás uma narrativa muito bem estruturada, e de fácil entendimento, abordando assuntos do dia-a-dia como, bulliyng e preconceito, mas também da parte mágica como, cultura indígena e wicca (que me deixaram maravilhada). E principalmente porque os autores souberam trabalhar e retratar muito bem a vida dos pré-adolescentes de forma natural, podendo assim, ser indicado para todas as idades e ainda transmitir ensinamentos.


"Nossos ancestrais acreditavam que o poder do criador do Universo era feminino e por isso cultuavam a Deusa. E segundo as crenças Pagãs primitivas, essa Deusa teria criado tudo e todos, até seu próprio complemento, o Deus, que é personificado através do Sol. Você percebe? A bruxaria se baseia no culto à Deusa e ao Deus, nada mais, nada menos que a Lua e o Sol. A bruxaria, também chamada de Arte, é capaz de acolher pessoas das mais variadas idades, raças, posições sociais, de ambos os sexos, que veem em seus ritos e filosofia uma forma de se conectarem com o Divino e a Natureza. A bruxaria orienta que os poderes mágicos são latentes a todas as pessoas, porém, devido ao nosso modo de vida, esses poderes se atrofiaram. O que a bruxaria faz é desenvolver e ampliar essas forças, assim como ensinar e auxiliar a providenciar uma atmosfera propícia na qual elas possam se manifestar."

A diagramação ficou divina (sério, fiquei completamente apaixonada), as letras são grandes, as páginas amarelas, facilitam a leitura, e possuem as fases da lua em todas as páginas, sendo cada capítulo iniciado por uma fase (lindo de se ver).


"Acreditamos que a Deusa é um princípio Divino Feminino Universal, conhecida por suas faces Donzela, Mãe e Anciã. Essas faces correspondem às faces da Lua. Na crescente, a Deusa é Donzela; na cheia, é Mãe; e é Anciã na minguante."

Superando todas as minhas expectativas, repleto de mistérios e magia, o livro nos cativa desde a primeira página e nos deixa aflitos esperando pela continuação. Super recomendado! 




"Eu prefiro acreditar que existem coisas que não entendemos. Faz a vida ter mais graça, sei lá! A vida é meio chata do jeito que é."


Vocês podem ler o primeiro capítulo no site oficial e baixar um conto inédito. 
Ah, e todos que baixarem o conto, irão ganhar um vale desconto de R$5,00 para comprar o livro "Luana a filha da lua" no estande da RJR Editora na Bienal do Livro, que começa nesta quinta, 31/08. E claro, terão a oportunidade de conhecer o autor parceiro do blog, Ronaldo Santana e levar o livro autografado. 

Espero que tenham gostado e não deixem de me dizer se já leram ou pretendem. 
Um beijo e um queijo ;*

Nenhum comentário:

Postar um comentário