quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Resenha: Gaia a roda da vida - Telma Brites


Título: Gaia a roda da vida
Série: Gaia a roda da vida (Livro 1)
Autor(a):  Telma Brites
Editora: Independente
Páginas: 265
Ano de lançamento: 2016
Onde comprar: Clube de autores e Amazon (Ebook).
Sinopse: "Aos sete anos de idade, Gaia gottesstein perdeu a mãe de forma misteriosa em um acidente de aéreo. Nove anos depois, foi a vez de o pai desaparecer no fundo do mar sem deixar vestígios. Assim, Gaia foi obrigada a deixar a América e as pessoas que amava para morar sob a tutela dos tios numa cidadezinha da Alemanha. Lá, a jovem se vê envolvida em uma enigmática história ligada ao passado de sua família, da qual é a personagem central.
A sobrevivência de Gaia depende da crença e da aceitação dos desígnos que está predestinada.
Onde está o limite entre a realidade e a imaginação?
Gaia será capaz de tomar a decisão certa? Uma história de fantasia, amor, união… e escolhas. "


Gaia Gottesstein é uma adolescente de dezesseis anos que já aprendeu como a vida pode ser injusta ao perder seus pais, Renato e Larissa. Sua mãe desapareceu em um acidente aéreo e seu pai durante uma de suas buscas pela esposa no mar. 


"... quero deixar a mensagem de que o Universo está sempre em movimento. Tudo muda e se transforma. E cabe a cada um quebrar as barreiras que o impedem de progredir e de avançar, seja enfrentando os obstáculos, seja desviando deles ou mesmo mudando de direção."

Com isso, é obrigada a deixar seu lar onde tinha a companhia de Nana, sua governanta, e Totof, seu cozinheiro, para morar com os tios que nem se lembra, Círio e Lyra, em uma pequena cidade da Alemanha e aceitá-los como família. 


"O único que está isento de erros é aquele que não se arrisca acertar."

Após sua chegada ao novo lar, Gaia é apresentada também a Jaison, filho adotivo de seus tios. Contudo, as coisas começam a mudar, ao mesmo tempo se encaixar e um mistério se desvendar. Porém, para compreendê-lo, a jovem precisa amadurecer, recomeçar sua vida de cabeça erguida e enxergar com clareza o que lhe é apresentado e pensava ser fantasia.


"Um abria os olhos para o futuro, o outro abria os olhos para o passado. Mas os dois se encontravam na mesma sintonia."

Sendo uma válvula de escape da realidade, Gaia se vê cada vez mais próxima de seus tios, Jaison, e até mesmo de Nana e Totof, com quem mantém contato virtualmente. Mas uma hora precisará abrir os olhos para a realidade, aceitar novas crenças, e entender que histórias e lendas podem não ser apenas isso. Seguir o caminho a que está predestinada desde o início e além de tudo, se descobrir.


"Quando as mãos agem, a cabeça descansa um pouco."

A roda da vida começou realmente a girar. Tudo exala magia e mistério. Uma profecia vem à tona, e a vida de todos muda drasticamente. 


"Há mais coisas entre a terra e o céu do que a mente humana pode imaginar! E digo que existem muitas pessoas como você, que sabem escutar a linguagem do Universo, mesmo que ainda não compreenda completamente. Fique tranquila, menina, e acalme seu coração."

"Gaia a roda da vida" é uma fantasia diferente de todas que já li, mas incrivelmente surpreendente! Com um enredo completamente envolvente, não consegui largar o livro até terminar a leitura, que por sinal foi feita de forma muito prazerosa graças a linda edição independente da autora. 


"Tem coisas que são feitas para serem apreciadas e não entendidas."

A capa ficou linda e diz muito sobre a trama. A  diagramação ficou confortável para leitura, tendo as letras em bom tamanho, páginas amarelas e capítulos curtos. Além dos detalhes no início de cada um, com o desenho do cordão de Gaia (pequeno spoiler...).


"Que direção vamos tomar é responsabilidade de cada um... Tudo pode mudar. É a roda da vida em movimento. Cada um de nós tem uma missão a cumprir, em nossa passagem pela Terra."

A escrita de Telma me cativou desde o início sendo bem rica. Repleta de detalhes, com personagens secundários de extrema importância e não superficiais, temos a sensação de estarmos dentro do livro de verdade e conhecermos cada um como Gaia conhece. E falando na protagonista, a autora fez um ótimo trabalho criando uma menina-mulher forte e frágil ao mesmo tempo, que amadurece durante a trama e ainda nos faz querer ser sua amiga. 


"... não tenha vergonha do que você é ou tem, seja em qualquer sentido, para mais ou para menos."

Uma verdadeira obra. Abordando temas como superação, perdão, amizade, aceitação, amor e compreensão, é um livro com uma linguagem fluida e instigante que nos faz pedir por mais quando chega ao fim. Afinal, várias perguntas são deixadas sem respostas nos deixando ainda mais ansiosos e aflitos pela continuação. Sem esquecer que temos várias referências à mitologia grega, o que eu amo, e muitas vezes me fez lembrar da escrita de Rick Riordan, que eu também amo.


"A mitologia grega integra nosso cotidiano, sem nem mesmo nos darmos conta. Você nem imagina, Ci. A palavra cronômetro vem do titã Chronos, o deus do tempo. E quando sentimos pânico, sem razão aparente, no escuro, por exemplo, vem de Pã, e muito mais coisas..."

"Conhecer um pouco da mitologia grega é compreender como nossa mente funciona. É visualizar a beleza da criação humana."


(Detalhes por dentro do livro.)


"Seja leve como sua essência. Ame em liberdade. O amor é a chave do mistério."

"Ontem é História, Amanhã é Segredo, Hoje é Vida."

(Meu exemplar que foi autografado na Bienal, onde pude conhecer pessoalmente a pessoa maravilhosa que a Telma é.)

É um livro que recomendo de olhos fechados, ficou todo marcado de post-its e entrou para os favoritos!

Me contem aqui se já leram ou pretendem... 
Um beijo e um queijo ;*


4 comentários: