segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Resenha: Selvagem Moto Clube - Mari Sales


Título: Selvagem Moto Clube
Série: Mulheres no poder (Livro 1)
Autor(a):  Mari Sales
Editora: Independente
Páginas: 381
Ano de lançamento: 2017
Onde comprar: Amazon (Ebook) ou físico diretamente com a autora pelo site.
Sinopse: "O presidente do Selvagem Moto Clube está gravemente doente e um sucessor precisará ser escolhido antes que John morra. O vice-presidente deveria ser o herdeiro legítimo, mas seu mal caráter e negócios ilícitos fazem com que essa vaga seja disputada.
John nunca quis que sua família se envolvesse com seu Moto Clube, mas sua filha Valentine entra na disputa pela presidência e nada mudará sua decisão. No meio dessa disputa entre o comando do Selvagem, Doc é o único homem que poderá confiar para lutar pelo Moto Clube e quem sabe pelo seu coração, que há muito foi judiado por outro motociclista.
Entre a brutalidade e o preconceito, Doc e Valentine encontrarão muito mais do que resistência nos membros do Moto Clube, mas intrigas e traição."


"Para todas as mulheres que não tem medo do poder."

"Selvagem Moto Clube" vai contar a história de Valentine, uma mulher forte, decidida, independente e louca por motos. Entretanto, virar presidente de um moto clube, especificamente o Selvagem, não estava em seus planos. Mas é o que acontece quando seu pai à beira da morte precisa escolher seu sucessor antes que seja tarde, e escolhe por sua filha.

"Pilotar minha moto era meu ponto alto do dia, minha liberdade e meu autocontrole."

 Apesar de seus pais terem lutado para mantê-la afastada da vida no clube, Valentine é jogada em uma competição de poder após a decisão de seu pai, e com isso, o sangue que corre em suas veias resolve mostrar-se mais forte e a mesma é atraída para lutar por seu lugar de direito e obter respeito.


"Bem, primeiro porque eu posso, segundo porque eu quero."

Convocada para uma reunião decisória para o clube e para assumir o lugar de seu pai, uma tremenda confusão acontece quando os membros do clube se deparam com uma mulher e não com um homem, como pensavam por conhecerem somente seu nome. Contudo, Valentine não dá o braço a torcer e vai fazer de tudo para continuar com o clube que seu pai tanto se sacrificou para criar, e alcançando seus objetivos. 


"Antes de mais nada, gostaria de salientar que sou mulher. Nasci mulher e tenho dois cromossomos X. Digo isso, porque os olhares que os homens vestidos em couro e jeans estão me dando, nesse momento, creem no contrário."

Enfrentando provocações dos membros e o preconceito dos mesmos, é desafiada a convencê-los de que é a candidata ideal para assumir a presidência, e ainda desmascarar um grupo corrupto. No entanto, ela acaba recendo uma ajuda bem especial...


"Não sou animal de ninguém para ser domesticada."

Bem resolvida em todos os critérios, Vi enfrenta tudo o que estiver no seu caminho sempre de cabeça erguida, porém, no amor é um desastre. Depois de ter vivido um relacionamento abusivo, fruto de uma "amizade com benefícios" com Jack  e sentimentos que foram se confundindo, resolveu que não se envolveria com mais ninguém, até que se viu em uma nova enrascada ao conhecer Brian, ou Doc, que entra no jogo. 


"Escuto seu coração, que bate na mesma frequência alucinada que o meu. Sinto-me conectada como nunca antes e espero, desesperadamente, que seja recíproco e não mais uma armadilha da vida."

Um membro do moto clube, amigo de seu pai, médico dedicado, extremamente ciumento e tão mandão quanto ela, que vai abalar suas estruturas e mudar sua vida. Juntos, precisam lutar contra as provações que lhes são impostas e também com a atração que ambos sentem.


"Ele não discutiu, já me conhecia o suficiente para saber que, quando estava focada em algo, atropelava e se você não me acompanhasse, ficava de fora."

O livro é narrado em primeira pessoa e tem capítulos alternados entre Valentine e Doc. A história é bem escrita,envolvente, viciante e quente (BEM quente) mas sem focar somente nisso, deixando sempre com gostinho de quero mais. O romance é bem construído, sem ficar clichê e muito menos superficial, assim como os personagens secundários, que também são de extrema importância para a trama.


"Estávamos nos doando um para o outro, era uma questão de entrega e não posse."

"Eu fantasiava em te encontrar, porque já te conhecia tão bem."

A autora soube abordar diversos pontos importantes de maneira fluída, tal como o empoderamento das mulheres que lutam a cada dia para ter seus direitos, serem suficientes para si, e entenderem que precisam se amar em primeiro lugar. Sempre batendo o martelo no ponto importante onde não devemos, e nem vamos, desistir se não for uma escolha inteiramente nossa.


"Nós fraquejamos de vez em quando, nós precisamos confiar em alguém para termos um pouco de consolo."

Preconceito, aceitação, perdão, descobrimento, todos aparecem no livro e nos deixam sem fôlego e com a adrenalina lá em cima, já que além de tudo o livro tem muita ação e reviravoltas. Um misto de sentimentos é despejado sobre nós sem peso, nos fazendo devorar o livro em apenas um dia (foi o que aconteceu comigo...). 


"Da pior maneira descobri que não preciso de um homem para ser forte ou me sentir segura. Da pior maneira descobri que não adianta colocar a culpa nos outros por não estarem ao meu lado, porque eu precisava ser suficiente para mim mesma, precisava ser independente."

Esse é aquele tipo de livro que te vicia e não cansa, fazendo com que não pare de ler até chegar ao fim e ainda anceie por mais, já que também tem um gancho para a continuação. A capa ainda é linda, e diz muito sobre o que nos aguarda no livro, a diagramação é bem caprichada e não me lembro de erros de ortografia. 

"... seja feliz e aprenda a equilibrar tudo o que te faz feliz. Não tenha arrependimentos."

Só tenho a agradecer por mais um livro incrível! Super recomendo!! 

"Sou mulher, tenho desconfianças, mas nunca duvidei do meu potencial e nas mudanças de conceitos e paradigmas. Acreditava em mim e era tudo o que precisava para o sucesso."

Espero que tenham gostado, um beijo e um queijo ;*

2 comentários:

  1. Uau, que lindo. Seu blog tem o nome perfeito, porque fiquei de ressaca dessa resenha de tão linda e detalhada! Obrigada pelo carinho, me emociona muito sua opinião!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahh hahaha fico feliz que tenha gostado, de verdade!! Muito obrigada pela oportunidade de conhecer sua obra, eu adorei! <3

      Excluir