segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Resenha: Gaian o reinício - Cláudio Almeida



Título: Gaian o reinício
Série: Saga do Infinito (Livro 1)
Autor(a): Cláudio Almeida
Editora: Novo Século (Talentos  da Literatura Brasileira)
Páginas: 335
Ano de lançamento: 2015
Sinopse: "Gaian, o reinício é uma fantasia épica e narrará os últimos acontecimentos da Sétima Era daquele mundo que revelaram o nascimento de uma guerra, a queda do grandioso Reino do Norte e o reaparecimento dos guerreiros sagrados, um grupo destinado a combater o mal que trará, a cada povo de Gaian, desespero, dor, pavor e morte e deseja acima de tudo a destruição. Quais escolhas devem ser feitas? O que importará mais? A força ou a sabedoria? Quais serão os caminhos dos guerreiros sagrados diante dos desafios? Haverá ainda espaço nas almas para a esperança? 
Seja bem-vindo a Gaian. Um livro sobre perda, poder, pureza, vingança, aprendizado, medo e, sobretudo crescimento. Um livro onde o passado, o presente e o futuro se encontrarão para formar o destino."

Gaian é um planeta vasto e belo, dividido em seis reinos: Reino do Norte, Reino do Oeste, Reino do Deserto, Reino Bárbaro, Reino do Leste e Reino do Sul, onde diversos povos vivem em harmonia desde de a última guerra, há 10.000 anos. 


"Os jovens de hoje não refletem sobre os atos trazidos pelo passado."

No pequeno vilarejo de Arinon tudo corre muito bem, é verão, a colheita é uma das melhores já vistas, os preparativos para a Festa Anual Fennit estão a todo vapor e a paz e alegria ecoa por todos os cantos. Sinais claros de um futuro pacífico e longe de guerras, entretanto, as mensagens vindas do Reino do Norte cessaram e um incômodo silêncio pode indicar uma presença indesejada.


"Todo passado tinha valor, mas não se deveria esquecer jamais que se está no presente."

Ehlen, líder de Arinon, vem tendo seu sono perturbado por sonhos que envolvem a guerra e uma promessa de devastação no vilarejo. Com isso, decide convocar uma reunião com seus conselheiros para contar-lhes sobre seus presságios, porém, por serem somente sonhos as ideias de mais proteção para a cidade são descartadas e a Terceira Grande Guerra prevista pela profecia do oráculo de Krenak é esquecida. 


"...nem sempre o que deve ser feito é o ideal para todos."

Ao longe, o silêncio do Reino do Norte não é em vão. O Reino havia caído e com ele todas as suas cidades foram destruídas. Um grande exército marchava para Arinon e nada além dos guerreiros sagrados seria capaz de impedir tal devastação. 

"Há assuntos neste mundo que são de difícil compreensão à mente."

Arffek foi um dos poucos  guerreiros que sobreviveram ao ataque de Thane e seu exército ao palácio de Eldor, local da última resistência do Reino do Norte e onde descobriu-se um dos famosos guerreiros sagrados e heróis de Gaian em eras passadas. Contudo, teve uma grande perda e passou a nutrir dentro de si um grande desejo de vingança usando como aliada a Espada Austral, mas seu dever agora é proteger os inocentes, avisar a todos sobre a guerra que se aproxima e reunir todos os outros guerreiros sagrados que encontrar pelo caminho.


"A amizade é um ponto singular da vida e, para mim, é rara. São poucas as pessoas que podemos afirmar que são amigas."

Em meio a todo o caos, outra guerreira também surgiu do Reino do Norte, Brisrar Faihten. A partir de então, ambos iniciam suas jornadas, onde grandes desafios serão encontrados juntamente com grandes adversários, enfrentaram perigos inimagináveis, batalhas serão armadas, belas cidades serão conhecidas, encontros poderosos acontecerão, segredos serão desvendados e caminhos serão traçados. Entretanto, o maior dos desafios será enfrentar a si mesmo. 


"As pessoas fracas buscam os caminhos mais fáceis e maliciosos, caminhos feitos por outros."

"Gaian - o reinício" é um livro de fantasia repleto de ensinamentos, ação, batalhas, mitologia e relações humanas, como: perda, esperança, amor, vingança, ódio, perdão, reconhecimento e amizade. No decorrer da leitura somos apresentados a um mundo novo de guerreiros, magos, dragões e até mesmo lobisomens.


"Você não compreende o propósito deste mundo, de pessoas como eu e você, e qual é a maior força existente."

A narrativa é em terceira pessoa variando entre os personagens, o que nos dá uma visão bem ampla da história. É um livro rico em detalhes, até demais, o que me cansou algumas vezes durante a leitura, além do fato de a narrativa do autor ser bem poética também. A construção da obra em si foi muito boa, além de criar um mundo completamente novo, personagens únicos, cada um com sua particularidade, também nos foram apresentados.


"Aquele que não enfrenta seus temores acaba por buscar as respostas na ignorância."

A edição do livro está belíssima, a capa foi muito bem pensada e condiz com o enredo da história, os capítulos vem acompanhados de ilustrações que retraram certo momento marcante do mesmo, as páginas são amareladas e grossas, e a letra é de tamanho confortável para leitura. Contudo, ainda somos presenteados  com apêndices recheados de detalhes da obra, onde podemos encontrar informações sobre os personagens, reinos, eras, mapas, e magias citados no livro.


"Uma pessoa consciente não ignora seu corpo, suas emoções e seu espírito. Ela busca o equilíbrio."

No geral, é um grande livro de fantasia, mas o fato de ser extremamente detalhado me cansou e desanimou durante a leitura, já que muitos pontos apresentados poderiam ter sido melhor abordados e explorados neste livro mas acabaram ficando para os próximos da série. O final, para mim, foi bem repentino, o que me deixou ainda mais curiosa para saber o desfecho da trama. 


"Essencialmente, somos nós que decidimos quem vamos nos tornar."

(Meu exemplar autografado)

Apesar de tudo, é um livro super recomendado para os grandes amantes de fantasia. 

(Mapa de Gaian que veio junto com o livro)

"O maior desafio de todos é vencer a si próprio."

Espero que tenham gostado, um beijo e um queijo ;*

Nenhum comentário:

Postar um comentário