quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Resenha: Assassinato no Expresso do Oriente - Agatha Christie


Título: O Assassinato no Expresso Oriente
Autor(a): Agatha Christie
Tradutor(a): Archibaldo Figueira
Editora: HarperCollins
Páginas: 200
Ano de lançamento: 2017 
Onde comprar: Amazon, Saraiva e Lojas Americanas.
Sinopse: "Nada menos que um telegrama aguarda Hercule Poirot na recepção do hotel em que se hospedaria, na Turquia, requisitando seu retorno imediato a Londres. O detetive belga, então, embarca às pressas no Expresso do Oriente, inesperadamente lotado para aquela época do ano. O trem expresso, porém, é detido a meio caminho da Iugoslávia por uma forte nevasca, e um passageiro com muitos inimigos é brutalmente assassinado durante a madrugada. Caberá a Poirot descobrir quem entre os passageiros teria sido capaz de tamanha atrocidade, antes que o criminoso volte a atacar ou escape de suas mãos."

"Assassinato no Expresso do Oriente" tem como protagonista Hercule Poirot, um detetive renomado que recebe inesperadamente um telegrama na recepção do hotel em que se hospedaria na Turquia, sendo obrigado a embarcar às pressas no Expresso do Oriente de volta à Londres, que deveria estar praticamente vazio naquela época do ano, mas  estranhamente estava lotado havendo apenas um leito disponível. 


"-Talvez seja um mal dos detetives. Esperamos sempre que o comportamento das pessoas seja coerente. Não admitimos mudanças de estados de espírito."

Durante o trajeto, um homem aborda o detetive querendo contratar seus serviços e oferecendo-lhe uma grande soma em dinheiro para que resolva seus problemas, alegando correr risco de vida. Entretanto, Hercule Poirot rejeita o caso. Porém, a caminho da Iugoslávia, o trem é impedido de prosseguir viagem devido a uma forte nevasca, deixando a todos os passageiros presos dentro do mesmo.

"Se confrontado com a verdade, qualquer um que tenha mentido, em geral, confessa, com frequência por pura surpresa. É apenas necessário adivinhar certo para produzir este efeito."

Como se já não bastasse todo o caos instalado, o passageiro misterioso que o procurou e era repleto de inimigos, misteriosamente é assassinado durante a madrugada. Poirot então entrará em ação para desvendar o crime e correr contra o tempo para que novos crimes não aconteçam. O maior mistério é, onde está o assassino? Se o trem foi parado devido a uma nevasca, ele só pode estar dentro do trem, mas agora, quem está mentindo? 

"O impossível não pode ter acontecido; portanto, o impossível deve ser possível apesar das aparências. (...) Não se pode fugir dos fatos."

Não é atoa que Agatha Christie é considerada a rainha do crime. Que livro fantástico! Com uma escrita fluída, uma narrativa investigativa simples e uma história surpreendente, é um livro que nos deixa boquiabertos e pedindo por mais ao fim. Uma trama extremamente detalhada, envolvente e inteligente que nos testa a todo tempo, nos fazendo voltar algumas vezes para reanalisar diversas situações a ponto de tentar desvendar o mistério antes de Poirot. 


"Mas este é um crime diferente. Tenho o palpite, meu caro amigo, que este crime foi cuidadosamente planejado. É um crime longamente premeditado, até mesmo ensaiado. Não se trata, como direi, de um crime latino. O crime indica um cérebro frio, deliberado, eu diria anglo-saxônico."

A medida em que a história vai se aprofundando e se desenrolando, ficamos tão imersos e surpreendidos  com as diversas reviravoltas que em determinado momento temos a certeza de que desvendamos o mistério, entretanto, quando este é de fato revelado, fomos feitos de trouxas! haha

"...as pessoas mais amáveis nem sempre são as mais espertas."

Um verdadeiro jogo com a mente, um final simplesmente arrebatador e uma leitura extremamente prazerosa. Originalmente publicado em 1934, este é um livro que nunca perde sua fama justamente pela mente fantástica de Agatha e os cenários por ela criados. Contudo, os personagens foram muito bem trabalhados, todos tem sua personalidade e são facilmente "guardados" na mente do leitor, e a trama foi muito bem roteirizada. 

"Quanto mais se procurasse uma solução, mais as coisas se complicariam."

Não posso esquecer de mencionar a nova edição da editora HarperCollins que está simplesmente divina. A diagramação está ótima para leitura, com letras grandes e páginas amarelas, e a capa sensacional! Recentemente o livro foi adaptado para o cinema e agora sim posso ir assistir e tirar minhas conclusões sobre a adaptação. 

Este foi o segundo livro da autora que li e me declaro oficalmente fã! 
Espero que tenham gostado, um beijo e um queijo ;*

Nenhum comentário:

Postar um comentário