terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Resenha: Orion vs A Ordem dos Cavaleiros Prateados - Rodrigo Kilzer


Título: Orion vs A Ordem dos Cavaleiros Prateados
Série: Orion (Livro 2)
Autor(a): Rodrigo Kilzer
Editora: Azo - Agência Literária
Páginas: 220
Ano de lançamento: 2017
Onde comprar: Mercado Livre
Sinopse: "O vampiro neófito Orion desperta após ser salvo de um final trágico, pelo ancião Soren. Confuso sem saber o que aconteceu com seus amigos, Orion agora possui uma dívida de sangue com o poderoso vampiro ancião!
O que aconteceu com Guilherme? Quem são realmente os cavaleiros prateados? Quais são os planos do vampiro Soren para com ele? Por que ele o está levando para a Europa? Afinal a que preço sua vida foi salva?
Orion precisa buscar suas respostas ao mesmo tempo em que estará pisando em um território completamente novo! Será que o jovem vampiro ainda será capaz de manter sua parcela humana? Ou ele irá sucumbir e abraçar de vez o seu lado mais sombrio?"

Após o fim em aberto de "Orion - O Filho das Trevas", neste segundo e tão aguardado volume da série vamos finalmente descobrir o que aconteceu com Orion e seus amigos durante sua perigosa jornada para salvá-los de um demônio que os atormentava e tinha a intenção de instalar o caos em suas vidas.

"Lição número um: obtenha sempre o máximo de informações das pessoas com as quais pretende ter qualquer tipo de ligação, não importa se são inimigos ou aliados, descubra o máximo que puder de todos. Neste mundo, um inimigo pode se tornar seu melhor aliado, e um aliado pode se tornar seu pior inimigo num piscar de olhos."

"... a liberdade é uma mera ilusão criada pelos filósofos."

Agora em uma nova aventura, porém com o mesmo propósito, Orion recebe instrução e o treinamento de Soren, um poderoso vampiro ancião, para deter a famosa Ordem dos Cavaleiros Prateados e ajudá-lo em objetivos pessoais. 

"... se você não tem amigos leais que estão com você pelo que você é, então você não tem amigo nenhum."

"É muito fácil falar, [...] o problema todo é demonstrar."

Este é um livro difícil de resenhar pois é extremamente detalhado e uma simples menção pode ser um spoiler enorme, por isso não vou me estender na resenha. 

"O coração quer o que o coração quer."

"Nada molda mais o caráter de um homem do que a dor. Quando você sofre, você aprende a se colocar no lugar das outras pessoas e, colocando-se no lugar do outro, obtemos a verdadeira compreensão e entendimento de nós mesmo."


É um livro que nos trás uma nova perspectiva de tudo o que aconteceu no primeiro volume. Novos personagens são apresentados e se tornam essenciais na trama, assim como os que já conhecíamos e ficam ainda mais maduros neste. Conhecemos novos detalhes importantes na vida desses mesmos personagens e a essência de cada um. Novos desafios são propostos, assim como escolhas que podem mudar completamente a vida de todos.

"Somente um tolo não aprende uma lição quanto tem a oportunidade de fazê-lo."


O que tivemos de drama, suspense e problemas familiares e amorosos virou ação, terror e mais suspense neste. 

"... somente nossa atitudes podem nos tornar melhores, pois são elas que definem o nosso caráter."

A narrativa continua em terceira pessoa, o que nos deixa abertos à diversos pontos de vista durante a leitura. Os cenários foram bem explorados, construídos e abordados, nos fazendo viajar junto com os personagens. 

"O impossível nesse mundo é apenas algo que alguém ainda não fez."

A trama foi bem roteirizada e mais uma vez surpreende. Porém, com um final repentino, cheio de pontas soltas e perguntas sem respostas que nos deixam aflitos pela continuação. Mas o autor já nos contou, que por ser uma publicação independente precisou dividir o segundo livro em dois e a outra parte deve ser lançada ainda este ano. 

"Você precisa entender que, às vezes, as pessoas têm que passar por certas dificuldades para aprenderem o valor das coisas!"

Foi um livro que eu li em um dia e espero ansiosa para continuar. A diagramação ficou muito boa, sem erros, com letras de fonte e tamanho confortável para leitura. A única coisa que pode incomodar um pouco é o fato de as folhas serem brancas, mas não que interfira na hora da leitura. 

"A verdadeira sede de conhecimento nunca pode ser saciada! Se você já se deu por satisfeito com essas poucas 'regras' que aprendeu, então você não passa de um lixo!"


" - A questão é que não devemos tratar nossos semelhantes como se fôssemos pessoas superiores somente por possuirmos mais bens ou status social, somos todos iguais..."

Recomendo demais e espero que tenham gostado.
Um beijo e um queijo ;*

Nenhum comentário:

Postar um comentário