quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Resenha: Anjo Maldito - Daniel Marx


Título: Anjo Maldito - O Renascimento
Série: Anjo Maldito (Livro 1)
Autor(a): Daniel Marx
Editora: Chiado
Páginas: 332
Ano de lançamento: 2016
Sinopse: "'E disse Deus, haja luz, e houve luz, e viu Deus que tudo que havia feito era bom.
E fez o homem e viu que não era bom que o homem vivesse só, e fez para si uma companheira, carne de sua carne e seu nome era Eva..'
A história, porém não foi bem assim, pois Eva não foi a primeira esposa de Adão, a história que os religiosos sempre procuraram omitir da humanidade está a ponto de vir a tona.
Lilith a primeira humana criada por Deus, mas não da carne de Adão, se revolta e não se submete ao homem e nem ao seu criador, é expulsa do paraíso e promete vingança, foi até o submundo e fez um pacto com o príncipe do inferno, e após milhares de anos ela está pronta para reivindicar o que diz ser seu por direito.
Lilith se intitula a rainha do mundo e considera todos os homens seus lacaios, e todas as mulheres suas escravas.
Um portal está prestes a se abrir e o mundo nunca mais será o mesmo, grandes sinais começam a aparecer em todo o mundo e não seria diferente no Brasil.
Uma sociedade secreta trabalha para abrir o caminho entre o mundo paralelo e o nosso. São portadores de grandes segredos: uma estrela, cinco pontas, cinco almas, cinco templos, cinco religiões, cinco mortes. Para que essas mortes aconteçam, e se cumpra a profecia, muitas outras vidas serão perdidas.
Outra mulher com um dom especial trabalhará para evitar que o mundo pereça na escuridão. Elisabeth, uma detetive do departamento de polícia civil de São Paulo empenha todos os seus esforços para deter os assassinatos, porém não imagina o que está por vir, ela pensou que estava a procura de mais um assassino serial, quando na verdade estava diante de um grande e maligno poder obscuro e caberá a ela deter este ser que está prestes a escravizar a humanidade."



Em "Anjo Maldito" vamos conhecer Elizabeth, uma mulher na casa dos 30, solteira, que começou a sentir falta de uma vida com marido e filhos porém é  bem-sucedida profissionalmente trabalhando como detetive na área criminal da polícia de São Paulo, onde sempre quis e conseguiu o cargo justamente por ter um "talento nato", como seu chefe diz. Tem como parceiro Lucas, descrito como bonitão e mais conhecido por seus colegas de departamento como "novato" já que foi transferido de outra unidade e o motivo é um mistério, não defende nenhuma religião e possui uma queda por sua parceira de trabalho. 

"É melhor perder um minuto na vida, do que a vida em um minuto."

 Juntos, são encarregados de desvendar uma série de assassinatos macabros e descobrir quem está por trás de tamanhas atrocidades. Como se não bastasse, em uma das cenas de crime com acesso restrito, um famoso fotógrafo consegue se infiltrar e dificultar ainda mais o trabalho da dupla, que já não tem nenhum rastro para seguir. 

"Se eu morresse hoje com certeza iria para o inferno."

Durante as investigações, Elizabeth aparentemente não está em seus melhores dias, precisa de férias e um bom descanso, contudo somos capazes de entender realmente o que está acontecendo com a moça e as razões para isso. 

"...os livros me levam a outra realidade que às vezes não gostaria de voltar nunca mais."

A situação fica cada vez pior, poucas coisas são esclarecidas e quando as investigações começam a dar resultado coisas ainda mais estranhas e bizarras acontecem tentando despistar os investigadores. Elizabeth e Lucas vão precisar usar todo o seu conhecimento para desvendar esta série de crimes sem solução.

" - Que tipo de animal faria tantas coisas como essa com um ser humano...
- O pior de todos os animais meu jovem, o ser humano."

Com o desenrolar da trama também somos capazes de perceber a atração entre os personagens, assim como algumas reflexões, dúvidas e questionamentos acerca de acontecimentos diversos. 

É um livro intrigante, cheio de reviravoltas e muita ação mas que ao mesmo tempo me decepcionou. Ao ler a sinopse eu esperava uma coisa mas durante a leitura não encontrei o que esperei. A história foi até bem lenta pelo o que foi prometido e ao fim ficamos sem muitas respostas, o que deu a entender ter uma continuação. 


Uma obra que aborda elementos de fantasia, ficção, suspense e religião, o que pode incomodar algumas pessoas. No geral a trama foi bem elaborada, detalhada na medida certa e com personagens bem construídos.

A capa ficou bem bonita, entretanto, diz mais sobre a sinopse do que a história em si. A diagramação segue o padrão da editora, com letras de tamanho confortável para leitura, páginas amarelas e infelizmente vários erros de revisão. 

Espero que tenham gostado, um beijo e um queijo ;*

2 comentários: