terça-feira, 8 de maio de 2018

Resenha: Intergaláctica - F. P. Trotta


Título: Intergaláctica
Série: Intergaláctica (Livro 1)
Autor(a): F. P. Trotta
Editora: Livros Ilimitados
Páginas: 279
Ano de lançamento: 2015
Onde comprar: Loja F. P. Trotta 
Sinopse: "Uma conspiração para controlar o rumo da mais importante expedição espacial da história da humanidade. 3 de Maio de 2031 - No dia de lançamento da aguardada expedição da NASA para explorar a lua de Júpiter, uma das candidatas para habitar vida extraterrestre, a psiquiatra Amanda Collins acorda de um coma após meses batalhando contra uma meningite aguda. Junto com seus pacientes Stryker, Ripley e sua amiga Lina, eles descobrem que fazem parte de um crescente quebra-cabeça envolvendo uma corporação geopolítica underground chamada A Firma, que planeja sabotar a missão, usufruindo de uma nova tecnologia para saquear a nave e destiná-la para um planeta habitável localizado dezessete anos luz da Terra. O quarteto então inicia uma operação para descobrir a verdade por trás da conspiração, mergulhando de cabeça na maior expedição planetária da história da humanidade."


"Intergaláctica" é o primeiro livro de uma série de ficção científica e fantasia. Com um enredo que surpreende a cada novo capítulo, somos apresentados a uma trama inovadora que apresenta diversos aspectos políticos da atualidade de forma descontraída, ao mesmo tempo nos faz questionar os mesmos, inteligente e bem construída, apesar de confusa em alguns momentos. 

"-Todo dia eu penso no tempo que me foi dado na minha vida e como será o fim dela."

Descobrimos juntamente com o autor um novo mundo nos faz viajar na imaginação com criaturas e paisagens bem descritas, a ponto de ficarmos intrigados com a possibilidade de que realmente exista (já que não é possível a Terra ser o único planeta habitável do universo com a quantidade de galáxias e planetas existentes, na minha opinião, é claro).

"É incrível o número de pessoas que conheço a cada dia que são completamente ausentes de qualquer capacidade de identificar erros óbvios."

Os personagens são bem construídos, cada um com sua personalidade, fortes, marcantes e essenciais em cada momento da história. No entanto, as coisas começam a ficar confusas quando o mundo de fantasia é finalmente apresentado. Com um, talvez, excesso de informação de uma só vez, muitas vezes me encontrei perdida na leitura e até mesmo desanimada para finalizar a mesma, mas continuei e o final surpreendeu mas também deixou várias pontas soltas que acredito serem solucionadas no próximo volume da série.


"-Eu sei que existem muitos outros mundos. Muitos mares e florestas. Uma infinidade de tipos, raças. Eu não consigo entender como chegamos tão longe como sociedade com mentes tão estreitas, uma estupidez alucinante. É realmente o equivalente de se pensar como um animal, de alguma forma. Eu vejo como a maioria das pessoas é tão frustrada, deprimida e tomam decisões drásticas a todo momento. Porque todos se abastecem em tanto de emoções violentas. É porque eles são todos incompreensivelmente estúpidos."

A diagramação do livro foi a parte que mais incomodou, já que é possível encontrar diversos erros de digitação, concordância e acentuação, desestimulando um pouco a leitura. Porém, a capa é o que mais chama a atenção por ser linda, além disso,  o livro possui diversos detalhes em ilustrações na parte de dentro, enriquecendo ainda mais a edição.

"Você está tentando ver racionalmente, algo irracional. O mundo não é tão preto e branco assim. Seu ponto de vista cínico sobre tudo vai ser sua ruína."

No geral, é um livro que indico para os fãs do gênero.




"O pior tipo de pessoa é aquela que fica em cima do muro."


"-Vocês, terráqueos, sempre querem poder contar com a certeza. Não se preocupem... tudo se revelará sozinho."

Me contem aqui se já leram e o que acharam, um beijo e um queijo ;*



Nenhum comentário:

Postar um comentário