segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Resenha: Volta ao mundo numa bicicleta ergométrica - Derico Sciotti


Título: Volta ao mundo numa bicicleta ergométrica
Autor(a): Derico Sciotti
Editora: Planeta
Páginas: 173
Ano de lançamento: 2010
Sinopse: Derico é uma dessas figuras conhecidas de todos antenados com o mundo do entretenimento. Há mais de 20 anos, ele é o "assessor de assuntos aleatórios" do Programa do Jô. Não há quem nunca o tenha visto. O que pouca gente sabe é que o famoso saxofonista também é um ótimo escritor. E escritor de humor de primeira. Suas tiradas neste Volta ao mundo numa bicicleta ergométrica são impagáveis, e a história é tão maluca que o melhor é deixar ele mesmo falar sobre o livro: "Essa história estava na minha cabeça há anos... sempre falava que ia escrever um livro sobre um cara que se exercitava tanto que literalmente viajava na maionese".


“Volta ao mundo numa bicicleta ergométrica” vai contar a história de Miguel, mais conhecido como Mig, que depois de ser traído pela namorada, perder o emprego e abandonar sua carreira no esporte que mais gostava está largado em casa levando uma vida miserável. Tendo um único amigo, Gilson é o motivo de Mig ainda sair de casa, mesmo que forçado, e conhecer algumas pessoas.

"Os sonhadores são como os pássaros, voam ao sabor dos ventos!"

Com isso, Mig percebe que precisa agir e mudar seu estilo de vida, começa com exercícios em sua ergométrica que até então só servia de cabideiro. Porém, uma coisa muito estranha tende a acontecer: atingindo 20 minutos de treino Mig viaja no tempo e se vê em situações cotidianas com personalidades mundialmente conhecidas e/ou em fatos importantes da história. Só tem um problema, Mig não faz ideia de como vai parar nesses lugares/situações e nem mesmo Gilson acredita nele.

" - Paris, Florença, Babilônia, Império Asteca... nada a ver uma com a outra! Começo do século XX, Renascimento, depois do século VI a. C., agora 1519... também nada a ver!"

É um livro ótimo para se passar o tempo além de ser bem diferente do que costumo ler. Possui ótimas informações sobre história, mesmo que de forma descontraída e várias ilustrações bem bacanas. O final deixou um pouco a desejar mas não deixou de ser uma leitura prazerosa graças a linguagem de fácil entendimento. A parte estética do livro ficou bem caprichada, a letra é grande e as páginas brancas acabam não atrapalhando na hora da leitura.

"...Quem é mais louco, né? O cara que está lá em cima vendo ou o cara que fez isso aqui embaixo?"

E para quem não conhece o autor. Derico Sciotti é saxofonista do Jô Soares.
Espero que tenham gostado, um beijo e um queijo ;*

Nenhum comentário:

Postar um comentário